Capítulo 26 – Sou uma marionete

Tradução: Deise Viegas – março/2009
Website: www.menteilimitada.com
Original: http://www.emofree.com/palace/palaceof10.htm

IMPORTANTE: Você pode copiar, replicar, divulgar e imprimir o conteúdo desta página desde que os links, autores, tradutores, contatos, endereços e websites sejam mantidos.

Se desejar a versão em PDF para download (167 páginas, formato A4), você pode comprá-la clicando no link abaixo por apenas R$ 4,90, assim você mantém uma cópia desses artigos no seu computador para ler a hora que quiser.

Palácio das Possibilidades para download Ebook Palácio das Possibilidades em formato PDF para download

Olá a todos,

Mais comentários tem chegado como resultado dos últimos capítulos do Palácio das Possibilidades. Alguns positivos. Alguns negativos. Ouvi de muitos que sentiram que o que a Millie disse foi distorcido ou subestimado e que eu fui “muito casual” sobre os “conselhos” sexuais do Tio Charlie. Me disseram que eu deveria ter sido mais sensível a respeito das questões sexuais porque, para alguns (particularmente aqueles que responderam desta forma), o assunto é muito delicado.

Além disso, não entendi onde Millie queria chegar e realmente não captei sua idéia. Mais ainda, aparentemente não sei o que é estar no lado errado de experiências sexuais negativas.

Certo! Verdade! Sim! Eu concordo!

E esta é a questão. Tudo o que você lê aqui é um reflexo do que está escrito em minhas paredes. Misturado com meus comentários estão minhas experiências, atitudes, crenças e todas as outras contribuições para os pensamentos consistentes que tem se tornado minha realidade. Eles são diferentes dos seus, é claro, porque eu tive experiências diferentes de você. Eles são os filtros através dos quais escrevo, falo e percebo o mundo. Não percebo o mundo através dos seus filtros, eu o percebo através dos meus. Eu tenho que fazer isto. Eu não tenho escolha. Isto é porque as coisas que digo “casualmente” sobre sexo ou qualquer outra coisa serão percebidos por alguns como fora dos limites.

Apesar de poder ouvir as suas experiências e tentar entendê-las, no final das contas, dependo do que está escrito em minhas paredes para entender o que você está me dizendo. Você faz o mesmo. Que outra escolha você tem? À medida que você lê isto, ou você está concordando ou discordando de mim. Você pode dizer Oba! ou Argh! Mas qualquer coisa que você diga, NÃO É VOCÊ QUE ESTÁ DIZENDO!!! É a escrita em suas paredes é que está falando. Tudo o que você lê, ouve ou percebe de qualquer maneira sempre é comparado a sua versão da “verdade” que está escrita em suas paredes. Nossas percepções são as projeções externas de nossos estados internos. Elas são nossos “trabalhos internos” pessoais, a maioria dos quais foram contribuições daquelas “autoridades” em nossas vidas a quem permitimos que escrevessem coisas em nossas paredes.

 

Várias pessoas consideram meus textos inspiradores e altamente úteis. Outras os consideram arrogantes. Mesmo assim as palavras são exatamente as mesmas para todos que as lêem. Interessante, não? A única coisa que poderia contar para as percepções diferentes é o que o leitor traz para a folha. As diferentes versões das pessoas para o que escrevo é um reflexo de suas próprias “verdades” que tem sido escritas em suas paredes. Se minhas verdades “coincidem” com as deles então sou sábio e brilhante. Se não, então sou agressivo, arrogante, etc. E assim por diante.

Nisto há uma questão útil – na realidade, se encontra a questão central do Palácio das Possibilidades. Nossos pensamentos se tornam nossa realidade. As escritas em nossas paredes influenciam enormemente o modo como vemos o mundo. Isto é especialmente verdade para as escritas que colocamos lá com grande conteúdo EMOCIONAL.

Experiências negativas fortes de qualquer tipo (incluindo as sexuais) são compreensivelmente centrais para aqueles que as viveram. Elas estão escritas em suas paredes em letras maiúsculas. Elas dizem ATENÇÃO! TENHA CUIDADO! NÃO SE MACHUQUE! e palavras deste tipo. Elas agem como filtros sensíveis e rapidamente emergem a superfície. Elas colorem o mundo daquelas pessoas que rapidamente se concentram em “suas questões” mesmo quando o assunto é trazido como uma declaração menor dentro de uma história grande.

Isto não é para ser criticado, mas sim, para ser OBSERVADO. É aí que reside uma lição principal dentro do Palácio das Possibilidades, ou seja, TODAS DISCORDÂNCIAS ENTRE PESSOAS SÃO DISCORDÂNCIAS ENTRE AS ESCRITAS EM SUAS PAREDES. Este é um conceito muito libertador. Não significa que desculpamos tudo e justificamos tudo assim. Significa que podemos entender os outros e de onde vem e, mais importante ainda, significa que podemos entender que onde NÓS estamos vindo. Eu, como um exemplo, me considero uma marionete que pessoalmente é manipulada pelo controlador de marionetes (as escritas em minhas paredes). A única diferença é que tenho algum controle sobre o que está escrito lá. Felizmente, aprendi esta lição bem cedo na minha vida e estive escrevendo propositalmente coisas melhores em minhas paredes por muitos anos. Todos nós temos esta escolha e, com EFT, nós temos uma ferramenta indispensável para acabar com as “coisas velhas” que foram escritas lá em letras maiúsculas.

Mais na próxima vez.

Abraços, Gary

Comentários estão fechados