Capítulo 7 – Metas: Fazendo da vida de alguém uma obra prima.

Texto original em inglês: Gary Craig, Fundador da EFT
Website: www.emofree.com
Tradução: André Lima, Terapeuta Holístico – Praticante de EFT, Mestre Reiki e Terapeuta floral
Website: www.eftbr.com.br
Comunidade no Orkut sobre EFT: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=25394479

IMPORTANTE: Você pode copiar, replicar, divulgar e imprimir o conteúdo desta página desde que os links, autores, tradutores, contatos, endereços e websites sejam mantidos.

Se desejar a versão em PDF para download (167 páginas, formato A4), você pode comprá-la clicando no link abaixo por apenas R$ 4,90, assim você mantém uma cópia desses artigos no seu computador para ler a hora que quiser.
Palácio das Possibilidades para download Ebook Palácio das Possibilidades em formato PDF para download

 

Oi para todos,

Recebi muitas respostas para minha última postagem sobre metas. A maioria delas perguntava se “missões” eram realmente necessárias para que uma afirmação fosse efetivamente apoiada por uma meta. Boa pergunta. Eu reli minha última postagem e pude ver como esta impressão pode ter sido passada. Não era onde eu queria chegar.

Uma missão pode ser chamada de uma meta fundamental, mas, o entusiasmo por trás de uma missão não é necessário para trazer mudanças dentro da pessoa. Um verdadeiro “Eu quero” será o bastante. Minha meta de perder 15 quilos, não era uma missão. Meu interesse em multiplicar minha renda também não. Ambos, no entanto, eram importantes para mim, e esta importância é o que fazia deles auxílios úteis para minhas afirmações. Uma afirmação sem um “Eu quero” motivador por trás tende a não fazer muita coisa.

Algumas pessoas tem muita dificuldade de encontrar metas. Elas devem ter passado tanto tempo no calabouço emocional que formular uma meta motivante parece infrutífero, um exercício bobo. Além disso, elas podem ter escrituras em suas paredes que dizem…

“Pessoas ambiciosas são gananciosas e passam por cima dos outros”

“Fique no seu lugar”

“Por que perder seu tempo tentando conquistar o impossível?”

Qualquer que seja a razão, alguém que tenha uma dificuldade em encontrar uma meta ainda pode ser ajudado. O uso da EFT mesmo sem afirmações ou metas é certamente capaz de proporcionar alívio em uma variedade de assuntos. Temos feito isso por anos. Enquanto este alívio ocorre, é claro, eles experimentam uma mudança cognitiva positiva. Isto, por sua vez, limpa o caminho para a aceitação de metas, e portanto, afirmações. As pessoas se libertam com a EFT. Ficam mais leves. Metas fazem mais sentido. São até mesmo bem vindas.

 

Isto é quando o cliente de terapia se torna um cliente de Personal Performance. É quando o terapeuta pode mudar as marchas e ajudar uma pessoa destituída e fazer uma obra prima da sua vida. Passos de bebê para iniciar. Desenvolver uma meta por vez. Colocar afirmações por trás de cada uma. Ajustar. Mudar. Pegar pequenas vitórias no início e depois mover para maiores. Apagar partes das escrituras nas paredes (crenças) e substituí-las por afirmações melhores. Construir. Amar. Rir. Celebrar os novos níveis e continuar. Entrar em novas salas no Palácio das Possibilidades. Fazer isto juntos. Crescer com o cliente. Afirmar alegria, abundância e liberdade na sua prática. Na sua vida. Liderar pelo exemplo. Se tornar um modelo vivo para o seu cliente se espelhar. Cuidado, pois, isto pode se tornar uma missão (sorriso).

Na próxima, vou introduzir “sonhando acordado com propósito”. Esta é a terceira parte de um trio para puxar alguém alegremente na direção da cobertura do Palácio. As duas primeiras são, é claro, afirmações e metas. E chamo este trio de “O Trio da Alegria”.

Abraços, Gary

P.S. Abaixo, para a sua leitura, estão algumas mensagens recentes que recebi. Elas representam idéias diferentes neste assunto.


DE ERROL SCHUBOT

Em 1978, eu fui a um workshop de uma semana de Ken Keyes. Fomos requisitados a memorizar perfeitamente os doze caminhos dele. Quando saí do workshop, gostei da abordagem, mas decidi que escreveria os meus próprios baseados nas idéias mais elevadas. Então, somado ao uso de afirmações para trabalhar problemas pessoais, eu gravei em fita cassete afirmações para ouvi-las repetidamente. Criei estas afirmações de livros como Footprints on the Path de Eileen Caddy, John Diamond’s affirmations, Peace Pilgrim, Emmanuel, The Course in Miracles, etc. Eu re-escrevia as mais altas possibilidades como se elas já fossem minha realidade. Acredito que esta abordagem tem sido muito poderosa e útil. Então, quero incentivá-lo nesta jornada que você está criando no Palácio das Possibilidades.

Mais uma coisa, sobre Ken Keyes, jr. Eu me conscientizei sobre o processo de pegar a afirmação e soltar a afirmação. Pegar a afirmação se refere a algo que você queira: “Estou criando maior saúde e abundância”. Uma afirmação que solta se refere à questão de ser capaz de aceitar o que acontecer: “Posso me sentir em paz quando minhas reservas estão baixas”.


DE QUENTIN CALVERT

Tenho tido sucesso com afirmações, tanto comigo como com os meus clientes com esta abordagem. Eu uso um caderno espiral e o abro de forma que fique uma página branca no lado esquerdo e direito ao mesmo tempo.

No lado esquerdo, eu escrevo na primeira, segunda e terceira pessoa. Por exemplo: “Eu peso 85 Kg e sou forte, saudável e satisfeito”. Depois, “Quentin, você pesa 85 Kg e é forte, saudável e satisfeito”. Depois, “Quentin pesa 85 Kg e é forte, saudável e satisfeito”. Descobri que somos programados em todas as três vozes e precisamos endereçá-las no nosso esforço de reprogramação. Também, na página oposta, eu escrevo minha primeira resposta imediata para cada afirmação enquanto escrevo. Por exemplo:

“Eu peso 85 Kg, e sou forte, saudável e satisfeito”. Depois escrevo minha primeira resposta imediata “Isto é uma idiotice” para revelar as negativas específicas inconscientes (afirmações contraditórias).

Faço isto com cada voz (um grupo de três) pelo menos dez vezes a cada sessão. Eu tento fazer isto duas ou três vezes ao dia, continuando a fazer isto até que eu tenha uma semana inteira com primeiras respostas positivas. Acredito que aquele processo pode ser muito encurtado usando a EFT para trabalhar com o lado negativo e para reforçar o positivo enquanto caminhamos.

Eu descobri que, quando não funciona, tanto com meus clientes como para mim, é porque não tratamos uma grande afirmação contraditória que é uma resistência em algum nível profundo. Elas provavelmente apenas não estão prontas ainda para fazer isto ou dar este passo.


DE TOM SHIELDS

Ao invés de estabelecer metas baseadas no nosso sistema de crenças atual, porque não estabelecer o que realmente queremos e mudarmos nossas crenças para se encaixarem com as metas? Depois, podemos decompor as metas em sub-metas, estratégias, e tarefas para criar, alcançar ou conseguir o que realmente queremos. Talvez eu não tenha percebido isto no que você escreveu. O início do que você escreveu pareceu colocar um limite nas nossas possibilidades.

GC: Oh meu Deus! Não tive a intenção. Meus esforços são para nos aproximarmos do ilimitado. Me perdoe pela má comunicação, e a última parte pareceu afirmar o que eu acabei de oferecer.

Expandindo o Palácio: Quando as pessoas me perguntam onde o meu escritório está localizado, eu digo a eles que o mundo é o meu escritório. Acho que o próximo passo será o Universo J


DE FRANCES COX

O Palácio das Possibilidades é ótimo, quando você trouxe a idéia de remover as afirmações competidoras isto abriu muitas idéias. Gostaria de adicionar uma idéia que estamos usando com algum sucesso, uma amiga minha é fã de Edgar Cayce e ela veio com uma afirmação que é o seguinte:

“Está sendo criada dentro de mim uma consciência Crística que é suficiente para as necessidades da minha mente, meu corpo e minha alma”.

E alguns têm notado mudanças muito profundas quando a usamos como a seguir:

“Apesar de ter ……. <Afirmação de Cayce> …. então eu me aceito…” ou o que for mais apropriado.

O que “está sendo criado” é um processo em andamento e é intelectualmente aceitável e não gera afirmações contraditórias, e o termo “Consciência Crística” tem implicações poderosas. Não estou me referindo necessariamente ao significado bíblico do Cristo aqui.

Comentários estão fechados